mona monixa menina lagartixa, mona monixa mona monixa menina lagartixa em: histórias, aventuras, palavras, exposições, amigos, histórias, fotografias rasgadas, papeis amassados, reflexos, manhãs de domingo, arteterapia, dança, dicas, viagens, ruas de pedras, indiadas, referências, movimento, arte, poeira da estrada, momentos perdidos, música, telas, novidades, links, curiosidades, tempestade de raios, enfim, um pouco de tudo e de tudo um pouco... ...about mona carvalho, sejam bem vindos!


















mona em álbum fotográfico
no
boneca de trapos







mona carvalho:
formada em licenciatura plena em educação artística - artes plásticas - especialização em arteterapia - curadora de artes visuais - atua também como curadora independente - atual diretora da escola preparatória de dança da cia. municipal de dança de caxias do sul.


m o n a c a r v a l h o - curadoria independente


para contatar curadorias: mcarvalho@caxias.rs.gov.br/curadoriaindependente@gmail.com


msn: mona.monixa@hotmail.com










curadoria independente:
a Curadoria Independente de Mona Carvalho trabalha com atividades ligadas a produções artísticas. A curadoria envolve: consultoria/assessoria de projetos, realização de exposições, informações de editais e prêmios, assessoria de imprensa/comunicação, arte gráfica, textos críticos, release e convites.


Mona Carvalho - Curadoria Independente

Curadoria Independente - Promovendo Arte












links.amigos

catraca
sigma666
gica nenem
nith du lac
cristhian caje
tabasko [taloco]
suuuuuuuu
gázi azi azi azi áazi
laine, uhh baiiibe, gislaine
joao gordinho radiafônico
rafael drambros com olhos sobre tela
wwwánessa q me ensinou a dizer salsixsha
grazi, a alemão
fran
mimi giron
leomara valente
stela medeiros
comédia em stand by
zamo tamay
depois das 11
Kika
...já foi: arquivos passados!

... segundos, minutos, horas, dias, meses e anos que se foram...

  • Abril 2004
  • Maio 2004
  • Junho 2004
  • Julho 2004
  • Agosto 2004
  • Setembro 2004
  • Outubro 2004
  • Novembro 2004
  • Dezembro 2004
  • Janeiro 2005
  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Agosto 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006
  • Julho 2006
  • Novembro 2006
  • Janeiro 2007
  • Fevereiro 2007
  • Maio 2007
  • Julho 2007
  • Agosto 2007
  • Fevereiro 2008
  • Março 2008
  • Maio 2008
  • Julho 2008
  • Outubro 2008
  • Dezembro 2008
  • Janeiro 2009
  • Fevereiro 2009
  • Março 2009
  • Abril 2009
  • Maio 2009
  • Junho 2009
  • Julho 2009
  • Agosto 2009
  • Setembro 2009
  • Novembro 2009
  • Dezembro 2009
  • Janeiro 2010
  • Março 2010
  • Abril 2010
  • Maio 2010
  • Junho 2010
  • Julho 2010
  • Agosto 2010
  • Outubro 2010
  • Novembro 2010
  • Dezembro 2010
  • Abril 2011
  • Julho 2011
  • << current

    um pouco de tudo e de tudo um pouco

    literatura



    guia dos curiosos
    beco dos livros
    baixar livros
    hilda hilst
    mensagem subliminar
    universo
    discovery channel
    discovery brasil
    egito
    vikings
    resumo de livros
    machado de assis
    carlos drummond de andrade
    nelson rodrigues
    academia brasileira de letras
    new journalism
    taoismo
    gothic art
    maquina de escrever
    pedra branca
    livros falados
    live jounal

    cinema


    cinema e dvd
    cinema em cena
    gnc cinemas
    south park studios
    amelie poulan
    curta o curta
    curta agora

    arte


    leonardo da vinci
    michelangelo
    picasso
    van gogh
    salvador dali
    museu virtual
    mark ryden
    fotos
    foto site
    foto 306
    curso b?sico de fotografia
    desenhos loucos
    desenhos loucos 2
    desenhos lindos
    beco das imagens
    explodingdo
    sincronias
    psyco
    olhares falam
    anne geddes
    artur fidalgo
    upgrade do macaco
    pinacoteca sp
    museu afro
    mapa das artes
    I’mito: Zapping Zone
    gentil carioca
    la biennale
    mapa das artes
    parkid

    música


    radio flamenca
    ouça pacco de lucia
    ouça camaron de la isla
    jimmy page's symbol
    radios
    jazz
    beatles classic rock
    letras beatles

    diversos


    fbi
    gothsannymous
    barbie
    unkymoods
    piranha cd
    humanos
    ryanorourke
    beco diagonal
    babilonia hype
    dedu??es via internet
    freak show
    full sreen
    relentlessdivas
    carcasse
    gotico
    goth industrial electro
    bedeteca de lisboa
    chili com carne
    glenat
    lambiek
    moda
    sonhos
    meio e mensagem
    creative
    hipp
    a place poa
    takahata
    senac
    mangue vivo
    see enigma
    beleza pura
    plante
    beleza inteligente
    trabalho sujo
    revista bala
    cabeza marginal
    rainbow
    monas
    como estou hj
    spectorama
    torpedo claro
    torpedo vivo
    mkzdk
    portley michael
    leary
    all tv
    anna nova
    chicken head
    mix brasil
    glurt
    espadas y serpientes
    gecko
    image bank
    doe com um click
    click fome
    Designando
    The Dreamers
    orisinal
    happy tree friends
    mamut
    adeus computador
    malvados
    banheiro feminino
    mona lisa
    pixar
    charge online
    asterix
    calvin e hobbes
    dc comics
    garfield
    marvel
    chuveiro songs
    kamasutra
    cowboybooks
    flyguy
    snoopy
    spawn
    tiras turma da monica
    jogue tomate
    linhuagem surdo-mudo
    coleções
    digite rapido

    fotologs

    Fotolog Nith
    Fotolog Aurelio
    Fotolog Dj Lu Vargas
    Fotolog da Monixa
    Fotolog da Gica
    Fotolog da Kriz Niggaz
    Fotolog gustaf
    Fotolog forgottendoll
    Fotolog nith
    Fotolog Vlad

    fotos europa, america latina e outros

    clique aqui

    adornos

    mimi giron

    Meu nome , Mort. Ed Mort. Sou detetive particular. Pelo menos isso e o que esta escrito numa plaqueta na minha porta. Estava sem trabalho ha meses. Meu ultimo caso tinha sido um flagrante de adulterio. Fotografias e tudo. Quando nao me pagaram, vendi as fotografias. Eu sou assim. Duro. Em todos os sentidos. O aluguel da minha sala - o apelido que eu dou para este cubiculo que ocupo, entre uma escola de cabeleireiros e uma pastelaria em alguma galeria de Copacabana - estava atrasado. Meu 38 estava empenhado. Minha gata me deixara por um delegado. A sala estava cheia de baratas. E o pior e que elas se reuniam num canto para rir de mim. Mort. Ed Mort. Esta na plaqueta. Ih! Roubaram a plaqueta!

    Mona: monixa@gmail.com


    Hey Hey My My "Rock n' Roll can never die"


    .:. Paradise Lost .:.
    .:. Lacrimosa .:.
    .:. Marduk .:.
    .:. Sentenced .:.
    .:. Ozzy .:.
    .:. Marilyn Manson .:.
    .:. Cradle of Filth .:.
    .:. Him .:.
    .:. Led Zeppelin .:.
    .:. Janis Joplin .:.
    .:. About Blues .:.
    .:. Deep Purple .:.
    .:. Judas Priest .:.
    .:. AC/DC .:.
    .:. Pink Floyd .:.
    .:. Enya .:.
    .:. Rammstein .:.
    .:. Lacuna Coil .:.
    .:. David Bowie .:.
    .:. Evanescence .:.
    .:. Moonspell .:.
    .:. Type O Negative .:.
    .:. Dead Can Dance .:.
    .:. Lorena Mackennit .:.
    .:. Kittie .:.
    .:. Gorgoroth .:.
    .:. Tears For Fear .:.
    .:. The Who.:.
    .:. Black Sabbath .:.
    .:. The Cure.:.
    .:. Rolling Stones .:.
    .:. Grace Potter and the Nocturnals.:.

































































    andem... voe... dance... brinque...:
    FLY GUY ...maravilha!


































































    Mona Carvalho - Curadoria Independente - promovendo arte

















    mona carvalho
    sangue O-

















    :)

































    você sabe explorar o potencial do seu visual e da sua voz?
    Workshop de percepção e desenvolvimento do potencial vocal e visual: descubra como fortalecer o que há de positivo em você e minimizar seus pontos fracos; aprenda a valorizar a sua voz e a sua fala, saiba como potencializar o seu visual, aprendendo a reconhecer o que combina e o que não combina com você; descubra a elegância no andar, no sentar, nos gestos e no vestir; reconheça o poder da harmonia entre voz e visual. Agende o seu atendimento: (54) 3222.5178 e (54) 9978.8858 ou brasilstudio@brasilstudio.com.br










    seja um parceiro da curadoria independente
    artistas interessados em obter a curadoria de mona carvalho, empresas que gostariam de ser apoiadores culturais da curadoria independente, espaços e amantes da arte que se interessem por algum artista, empresas que queiram patrocinar ou ser um facilitador de algum projeto da curadoria, espaços culturais interessados em realizar exposições dos artistas parceiros e espaços que queiram trabalhar com ou serem orientados por uma curadoria, basta entrar em contato por email ou telefone.

























    Volare


































    curadoria independente

    + + heyyyy you ... that's something new + + :: all you need is love :: woooowwwwww , is that really me ???!?! ?So... is this really all there is ? !! never really got to hold on to you !! ohh no.... monixa, pink is not an appropriate color ... hahaha ::


    :*: Explodingdog :*:





























    di ver ti do

















    você sabe explorar o potencial do seu visual e da sua voz?
    Workshop de percepção e desenvolvimento do potencial vocal e visual: descubra como fortalecer o que há de positivo em você e minimizar seus pontos fracos; aprenda a valorizar a sua voz e a sua fala, saiba como potencializar o seu visual, aprendendo a reconhecer o que combina e o que não combina com você; descubra a elegância no andar, no sentar, nos gestos e no vestir; reconheça o poder da harmonia entre voz e visual. Agende o seu atendimento: (54) 3222.5178 e (54) 9978.8858 ou brasilstudio@brasilstudio.com.br


















    ...mais e mais e mais fotinhos
    ...adornos maravilhosos

















    só deixo meu coração na mão de quem pode fazer da minha alma suporte para uma vida insinuante insinuante anti tudo que não possa ser bossa nova hard core bossa nova nota dez quero dizer, eu to pra tudo nesse mundo então, só vou deixar meu coração, a alma do meu corpo, na mão de quem pode na mão de quem pode e absorve tanto no céu que no inferno inspiração de mutação da vagabunda intensão de se jogar na dança absoluta da matança do que é tédio, conformismo, aceitação e eu fico aqui vou te levando nessa dança sobre o mundo (...) ciúme é o acúmulo de dúvida, incerteza de si mesmo, projetado assim jogado como lama anti-erótica na cara do desejo mais intenso de ficar com a pessoa eu não tô a toa eu sou muito boa eu sou muito boa pra vida eu sou a vida oferecida como dança e eu não quero "te dar gelo" diabos que o carregue vê se aprende, se desprende (...) decifra-me só deixo minha alma, só deixo meu coração na mão de quem ama solto! lindo.lindo [mona.monixa.menina.lagartixa]


































    orisinal


































































    ..."As pessoas pensam que quando se apaixonam elas se completam? A união platônica das almas? Pois eu não concordo. Eu acho que você está completo antes de se apaixonar. E o efeito do amor é fracionar você. Antes você está por inteiro, depois você racha ao meio." ...


















    Mona Carvalho - Curadoria Independente

































































    Oh, come on, come on, come on, come on! Didn’t I make you feel like you were the only man —yeah! Didn’t I give you nearly everything that a woman possibly can ? Honey, you know I did! And each time I tell myself that I, well I think I’ve had enough, But I’m gonna show you, baby, that a woman can be tough. I want you to come on, come on, come on, come on and take it, Take it! Take another little piece of my heart now, baby! Oh, oh, break it! Break another little bit of my heart now, darling, yeah, yeah,yeah. Oh, oh, have a! Have another little piece of my heart now, baby, You know you got it if it makes you feel good, Oh, yes indeed. You’re out on the streets looking good, And baby deep down in your heart I guess you know that it ain’t right, Never, never, never, never, never, never hear me when I cry at night, Babe, I cry all the time! And each time I tell myself that I, well I can’t stand the pain, But when you hold me in your arms, I’ll sing it once again. I’ll say come on, come on, come on, come on and take it! Take it! Take another little piece of my heart now, baby. Oh, oh, break it! Break another little bit of my heart now, darling, yeah, Oh, oh, have a! Have another little piece of my heart now, baby, You know you got it, child, if it makes you feel good. I need you to come on, come on, come on, come on and take it, Take it! Take another little piece of my heart now, baby! oh, oh, break it! Break another little bit of my heart, now darling, yeah, c’monnow. oh, oh, have a Have another little piece of my heart now, baby. You know you got it —whoahhhhh!! Take it! Take it! Take another little piece of my heart now, baby, Oh, oh, break it! Break another little bit of my heart, now darling, yeah, yeah,yeah, yeah, Oh, oh, have a Have another little piece of my heart now, baby, hey, You know you got it, child, if it makes you feel good.
































































































    I'm so tired of playing Playing with this bow and arrow Gonna give my heart away Leave it to the other girls to play For I've been a tempteress too long Yes Give me a reason to love you Give me a reason to be... a woman I just wanna be a woman From this time unchained We're all looking at a different picture Through this new frame of mind A thousand flowers could bloom Move over and give us some room, yeah Give me a reason to love you Give me a reason to be... a woman I just wanna be a woman So don't you stop being a man Just take a little look from outside when you can Sow a little tenderness No matter if you cry Give me a reason to love you Give me a reason to be... a woman I just wanna be a woman It's all I wanna be, it's all, a woman For this is the beginning of forever and ever It's time to move over So I wanna be I'm so tired of playing Playing with this bow and arrow Gonna give my heart away Leave it to the other girls to play For I've been a tempteress too long...

















































    você sabe explorar o potencial do seu visual e da sua voz?
    Workshop de percepção e desenvolvimento do potencial vocal e visual: descubra como fortalecer o que há de positivo em você e minimizar seus pontos fracos; aprenda a valorizar a sua voz e a sua fala, saiba como potencializar o seu visual, aprendendo a reconhecer o que combina e o que não combina com você; descubra a elegância no andar, no sentar, nos gestos e no vestir; reconheça o poder da harmonia entre voz e visual. Agende o seu atendimento: (54) 3222.5178 e (54) 9978.8858 ou brasilstudio@brasilstudio.com.br


































    caminho de santiago de compostela desde sarria... 120 km em 5 dias!































    hora de poa




    hora espanha




    hora méxico

































    ... cuide mais do seu caráter do que da sua reputacao. porque seu caráter é exatamente aquilo voce é, enquanto que sua reputação é aquilo que os outros pensam que voce é... ...e o que eles pensam, é problema deles!!!































    mundo de sofia
    Sofia era uma menina de quase quinze anos que morava com sua mãe pois o trabalho de seu pai o deixava ausente boa parte do tempo. Em um dia belo, quando voltava da escola, encontrou com dois pequenos envelopes brancos, não simultaneamente. Cada um deles continha uma indagação e elas levaram Sofia a refletir sobre a vida e a origem do mundo.


















    roma com minha amiga gica

















    só ouço falar bem:


    Uma super dica que está fazendo um sucesso:


    você sabe explorar o potencial do seu visual e da sua voz?
    Workshop de percepção e desenvolvimento do potencial vocal e visual: descubra como fortalecer o que há de positivo em você e minimizar seus pontos fracos; aprenda a valorizar a sua voz e a sua fala, saiba como potencializar o seu visual, aprendendo a reconhecer o que combina e o que não combina com você; descubra a elegância no andar, no sentar, nos gestos e no vestir; reconheça o poder da harmonia entre voz e visual. Agende o seu atendimento: (54) 3222.5178 e (54) 9978.8858 ou brasilstudio@brasilstudio.com.br



    this mona's life
    sábado, setembro 10, 2005
    Monixa Lagartixa e Gioconda Joaninha em: O Caminho de Santiago





    Apenas em alguns momentos falamos que fariamos um dia essa aventura, e nao deu outra, em questao de poucos dias decidimos fazerlo. Estavamos num final de um periodo das nossas vidas e tinhamos que fechar com chave de ouro! Fomos ate a estacao de trem e ligamos para rodoviaria, decidido: vamos fazer 120 km comecando por Sarria!
    E la fomos nos, super preparadas: sem lanterna, sem guarda chuva ou capa de chuva, sem vaselina, sem cobertas, sem saco de dormir, sem um casaco mais quente, sem esteira, sem cartao de credito caso desse um prolema e com pouco dinheiro, claro! Estavamos um exemplo de peregrino, e tudo isso com uma mochila so para as duas: 3 meias, 3 blusas, 1 calça, 1 vestido, 1 bermuda e 4 calcinhas (cada uma).

    Pegamos o onibus para Sarria as 6 da tarde, viajamos quase 4 horas brincado de falar palavras coma letra C.
    G: calça
    ... um tempo depois...
    M: canudo!
    G: Pra que?
    HAuhauHAuhUAHauhuHAuahu!




    Assim que chegamos procuramos os tais albergues: TODOS SUPERLOTADOS! maravilha,maravilha, primeira indiada, dez da noite e nenhum lugar para dormir descansar para o dia seguinte comecar a pernada...
    Depois de um tempo encontramos uma pensao que parecia uma casa mal assombrada, com escada de madeira velha(eegghhhhrrrrrr) cada passo que davamos um novo ruido ­(oooorrgghhhhzzzz) mas o quarto nao estava nada mal,o ruim foi que tivemos que pagar, logo de cara 8 euros, mas valeu a pena pelo colchao! SIMMM, colchao DUROOOO(nao aguentavamos mais o colchao do nosso ape em santiago, mole que nem geleia, te abracava na hora de dormir, carinhoooooso que so ele). Ok, bateu a fome, descemos e famos jantar em um restaurante, ou melhor, buteco que havia ali por baixo, saladinha basica com batatinha frita....segunda indiada: comecou a escurecer e nao faziamos ideia de qual era a porta da nossa pensao (booaaa cabelooo), ate que encontramos, ou melhor, arriscamos uma que estava aberta..

    G: Onde esta a luz
    M: Nao sei, perai que eu tenho um esqueiro....
    G:(ooooooogggggrrrrrrrhhhhh) Acheiiiii a escada...!!!

    Entramos em casa, escovamos os dentes e cama!!! Demoramos para dormir, ficamos conversando assunto de meninas... (nachooo..... margaritaaaaaa)!


    Primeiro Dia

    5:30 a.m.

    Pula da cama, coloca a roupa, escova os dentes, mochila nas costas e la vamos nos, faceiras, contentes e sonolentas...sem ideia do que estava por vir! Ainda escuro comecamos a seguir os demais peregrinos, todos encasacados, com seus cajados e suas lanternas... tudo bem, ate entao se enxergava perfeitamente tudo ate que comecamos a descer...descer...e umas pequenas arvores foram fechando a estrada...e fechando cada vez mais...e mais...e mais...e quando percebemos nao estavamos enxergando nem um palmo a nossa frente! Parecido com o campo a noite! Logo na nossa frente encontramos um grupo com uma lanterna e comecamos a segui los para aproveitar a luz. O problema foi que alem do escuro, estavamos subindo um morro bastante inclinado, com o chao totalmente desparelho e quase correndo para conseguir acompanhar a luz do "vizinhos" da frente! Foi horrivel, foi pessimo, hoje, acho que podemos dizer que foi uma das piores partes do caminho de santiago: os primeiros quilometros!!!
    Levemente e desapercebido pelo sono, mal humor e cansaco, comecou amanhecer....devagar e com muita nevoa, o calor e o frio tomavam conta do nossos corpos praticamente ao mesmo tempo, nao sabiamos se ficavamos com o casaco ou nao, nenhum dos dois ficava confortavel!

    Troca de mochila, uma hora cada uma!!! E la vamos nos, ainda faltavam mais de 20 quilometros para fazermos antes da uma da tarde!
    Bom, neste dia fizemos uns 2 quilometros a mais porque erramos o caminho e entramos em uma residencia particular, ainda que percebemos, podiamos estar perdidas ate hoje por la!!!




    11:00 a.m.

    Fizemos 12 quilometros e resolvemos comer em um pueblo que passamos, e ai descobrimos os tamanhos dos pueblos: 2 ou 4 casas, um mercadinho, vaca, vaquinha e vacona!!!

    G: Queriamos entrar no Pueblo, por ondeeee....
    Mulher: Ya se acabo el pueblo!!! Estas casas ahi...
    G: Ohhh, gracias..
    M: Por favor, 2 bocadillos de jamon y queso y 2 cafe con leche!!

    Sentamos e comemos com calma, cansadas....depois de uns 20 minutos, partimos paras os restantes quilometros...e ai descobrimos que depois de comer alguma coisa pela manha sentiamos mais energia, e ai foi uma palhaçada total ate o final, cantamos, rimos, pulamos... e todos que passavam por nos gritavam de cima das bicicletas ou cavalos ou mesmo caminhando:

    Bueno Camino!
    Bon Camino!




    E assim foram mais 9 quilometros... com sol de rachar, mochila nas costas, cabelo preso, gargalhadas, dancas, brincadeiras, fotos, video... sempre seguindo as fechas amarelas e com o mesmo ditado: Bueno Caminoooo! Alegres e Radiantes, hehe! Nesse dia conhecemos 3 caras que estavam atras da gente enquando faziamos brincadeiras que riam da nossa cara e diziam: Calmmma e o primeiro dia de voces, por isso estao tao felizes...quero ver amanha! ou Nossa, como pode pular depois de tantos quilometros.. e assim foi... chegamos no pueblo!! O Albergue ainda estava com as portas fechadas, entramos na fila, sentamos no chao, ainda embaixo do sol e tiramos o tenis...Ahhh, pisar no chao sem nada nos pes depois de 21 quilometros foi uma sensaçao nunca sentida antes, e foi uma coisa maravilhosa!
    Abriram se as portas, corre corre com uma voz sempre ao fundo dizendo "respeitem la cola, por favor, respeitar la cola" conseguimos duas camas uma do ladinho da outra no meio dos 40 beliches existentes no quarto, ufa, uma noite sem ter que pagar pra dormir, otimo.... largamos as mochilas e fomos direto pro banho: ducha comunitaria, banheiro alagado, pouca agua e agua gelada, mas nao tao gelada quando a agua do acampamento do festival de ortigueira que fomos!!!
    De banho tomado, fomos dar uma volta no pueblo ( tomar uma cervejinha, merecida) ...!Ahhh que delicia, cheirosas, com o cabelo limpo, molhado ...batendo nas costas.... vestidinho (M), bermudinha (G), vento nas pernas!!!





    4:00 p.m.

    Passamos no mercado DIA e compramos ingredientes para fazermos massa, ja que nesse abergue tinha uma cozinha! Almocamos e fomos deitar um pouco para colocar as pernas pra cima... adormecemos...!! Levantamos perto das 8 da noite e encontramos aqueles 3 rapazes do caminho e ficamos conversando, jantamos juntos, trocamos ideias, rimos e combinamos de continuarmos o caminho no dia seguinte juntos, ja que eles tinham lanterna!!!!

    11:00 p.m.

    Todos com seus sacos de dormir em cima da cama e seus cobertores ou cobertinhas, alguns ja dormiam, outros ainda tentavam se ajeitar dentro do saco... deitamos...e tentamos nos acomodar da melhor maneira possivel sem coberta e sem os saco.... ai comecou a chamada OSCDS, Orquestra Sinfonica do Caminho de Santiago, roncos de todos os tipos, tamanhos, cores e tons, desde os graves ate os mais agudos... os espalhafatosos e os que tentam ser discretos...os sacos de dormir quando alguem se virava, ziperes de quem ainda procurava coisas nos escuro...respiracoes, gemidos e suspiros!!!!!
    No meio de tantos roncos e de frio conseguimos tirar alguns cochilos durante a noite!


    Segundo Dia

    5:30 a.m.

    Ja comecaram os barulhos de mochilas, zipers, cochichos, alarmes, reclamacoes, pessoas bufando, outras rindo, comendo, bocejando... e lentamente comeca a se mexer e ja mesmo na cama se alongar....com calma, porque TUDO DOI! Mas temos que levantar, todos de pe, mochilas nas costas e la vamos nos, mais uma manha de frio, subidas, matos... so que desta vez com dores, que nao existiam *joelho (M) e bolhas (G).
    As primeiras duas horas foram de caminhada sem muita conversa e um pouco de mau humor. Mas como todos os dias, depois do cafe da manha, tudo se alegrou. Depois de horas e horas caminhando.. pedras, rios, morros, montanhas, retas interminavies, subidas inclinadas, descidas mosntruosas, frio, calor, sol, vento, poe mochila, troca mochila, mudanca de humores: bobeira, seria, meditacao, momentos sozinhas, momentos em grupos, mau humor, dores, cansaco, e vacas.. muuuitas vacas...

    "...e as vaquinhas, que por onde passam deixam rastro de booooooooooooostas!"
    *nossa trilha sonora basicamente foi Mamonas Assasinas, e tentar traduzir pro espanhol entao.... risos!



    Chegamos finalmente no pueblo, depois de 25km de caminhada (ou mais!!!). Devido a nossa demora, de 6hrs caminhando, o albergue publico estava cheio. Comecou a busca para um lugar pra ficar: um hostal bom e barato... impossivel! Acabamos ficando em um onde pagamos 10 euros cada uma (essa historia que nao se gasta nada pra fazer o caminho...).




    2:00 p.m.

    Chegamos no hostal e aquele banho: gelado! Sim, o hostal tava com problema no banheiro feminino.. os meninos tomaram banho quente! Comemos dois sanduiches e capotamos. Os meninos tentaram nos chamar pra dar uma voltinha pelo pueblo mas sem sucesso. O maximo que fomos foi ate o restaurante em baixo do hostal, pra jantar, com eles.. que alias, foram uns verdadeiros anjos pra nos.. nos cuidaram, estavam preocupados com as nossas dores, queriam que a gente se alimentasse bem,
    e fizeram a gente jantar horrores. Praticamente nuestros padrecitos del camino. E, segundo eles, a gente foi a animacao deles pra caminhar, jah que falavamos besteiras todo o tempo, cantavamos ou reclamavamos de maneira, conforme eles, divertida. Perdemos a hora e fomos durmir depois da meia noite!!!

    Terceiro Dia

    5:00 a.m.



    Jah de pe, nos alogando, esperando as "noivas" dos nossos amigos, saimos pra mais um dia de caminhada, e desta vez, mais km tbem. Com todas as dores, que foram aumentando, mais frio, mais escuro e cada vez mais mato, com subidas, pedras e rio... fomos caminhando durante duas horas no mesmo silencio matinal de todos os dias, e eh incrivel como a mochila cada dia pesa mais! Fomos super despreparadas mas mesmo assim chegamos a conclusao que podiamos ter levado menos coisa, mas tivemos muita sorte por que se tivesse chovido ou nao tivessemos encontrado ninguem com lanterna, ou nao tivemos dinheiro pra pagar os hostais e teriamos que dormir nos poliesportivos, no chao (sem esteira e muito menos saco de dormir), estariamos mais perdidas do que cego em tiroteio (e acho que com mais dores tbem..)

    8:00 a.m.

    Tostadinhas, mantequila, geleia e cafe com leiteee... eba!! energia para criatividade para novas besteiras e novas musicas, incrusive, inventamos uma musica:

    "Ai, ai, ai ai.. camines y no llores, porque tenemos muchos kilometros para hacer y una cama para coger..."

    Ja com a disposicao "de sempre" (depois de comer), continuamos a caminhar, caminhar, caminhar... o tempo passava... o sol ia queimando cada vez mais... os pueblos nao chegavam nunca, ou passavamos e nem percebiamos, e as dores comecaram a ser insuportaveis... ficamos para tras dos nossos amigos pois fomos perdendo o ritmo deles... Parecia que alguma coisa nos puxava pra tras. Fizemos 22km...



    12:00 p.m.

    Faltavam apenas 5km para chegarmos ate o pueblo, onde deveria ter um albergue publico e tinhamos apenas uma hora, e sem a certeza de que teria lugar pra gente. Tentavamos com todas as forcas caminhar muito rapido, mas as dores nao permitiam. Todas as pessoas comecaram a ultrapassar a gente - animo, animo! - velho, criancas, casais, solitarios.., magros, gordos, altos, baixos... e a nossa esperanca de conseguir uma cama estava desaparecendo... quando derepente, avistamos uma placa:
    Albergue Publico: 2,4km
    G: Beleza, se a gente caminhou tudo isso em 6hrs, em menos de uma hora estamos ali certo!!
    M: (jah sem os tenis), que, que nada, pra quem jah caminhou tanto.. ai meu joelho!

    Caminhamos, caminhamos... e nada do pueblo. Pelos nossos calculos, jah haviamos caminhado 2km, faltavam apenas 400m... 400m.. e nao chegavamos nunca. Os 400m mais demorados da nossa vida! Demoramos praticamente uma hora pra chegar la! E as vozes animo, animo... martelavam nas nossas cabecas e a gente tinha animo, mas nao chegavamos nunca, e nao tinhamos mais forcas e comecamos a ficar mais e mais cansadas, e bateu a bobeira, e comecamos a rir muito, e ai perdiamos o folego e nao conseguiamos mais caminhar, e fomos nos desesperando cada vez mais... ate que avistamos nossos "anjos"(acho que foi aqui que descobrimos como eles realmente eram santos), com os pezinhos na agua, no riozinho da frente do albergue, esperando a gente, e TINHA VAGA PRA NOS TAMBEM!!!
    Esperamos o albergue abrir, pegamos uma cama e fomos a procura de um bar. Detalhe: o mais proximo estava a mais de 1km, e la fomos nos. Cada um no seu ritmo. Ao chegar, aqueeeela cervejinha merecida e gelo no joelho (M). Esperamos os meninos, comemos todos juntos, vibrando, contando historias, uma diversao total.
    Voltamos pro albergue, alguns foram dormir (M), outros pegar sol (G, claro)... depois o momento medicina: curativos, furar bolhas... coisas habituais de peregrinos.
    Como tudo nao podia ser perfeito, comecou a esfriar, so por que estavamos num albergue publico, sem lencol, coberta, ou qquer coisa, alem da mesma roupa de todos os dias e o sono, embalado pela OSCDS, foi triste!

    Quarto dia

    6:00 a.m.

    Levantamos mais tarde, jah que nao tinhamos pressa, pois ainda nao tinhamos o percurso definido, ate por que, os proximos pueblos nao tinham albergues privados, teriamos que pagar de qquer maneira, entao nao precisavamos estar antes da uma da tarde.Saimos as 7hrs. Mesma saga de todos dias, caminhamos 22km ate a parada pro almoco.

    2:00 p.m.

    Ficamos mais ou menos duas horas num restaurante, pois os meninos queriam assistir a Formula 1. Enchemos a panca com comidinhas gostosas (saladas, como quase todos os dias) e, obvio, cervejinhas (M) merecidas. Entao decidimos todos que iamos seguir ate a ultima parada antes de Santiago: O monte do Gozo (sim, este e o nome mesmo!). Com total de mais 18km, mochilas postas e cajados na mao, barriga cheia que dificultou, partimos, as 16hrs.
    Claro que ficamos pra tras pois nosso ritmo nao estava dos melhores... As paisagens estavam bonitas, mas subidas que nao acabavam mais. E o consolo era que os ultimos 5km eram apenas subida!



    7:00 p.m.
    G: (um pouco ofegante) mais 5km e a gente deve estar chegando...
    M: entao a gente faz em um pouco mais de uma hora... vamo para nesse bar!!

    .....
    G: Permisso, cuantos km hay hasta el monte del Gozo??
    Chica del bar: creio que unos 7 o 8km...
    G e M: Poft!!!

    Sem outra saida, seguimos viajem, bateu a bobeira do cansaco... e cada vez que encontravamos alguem, faziamos a mesma pergunta, e os km aumentavam ao inves de diminuirem... Realmente os epsanhois nao sabem dar informacoes...
    Como de costume, caminhamos, caminhamos, caminhamos... o cajado nao era mais carregado, era arrastado (M).. a mochila nem pesava mais, as outras dores tinham preferencia! Nossa velocidade media: 1km por hora... faltavam assuntos e a paisagem jah estava irritante.
    Pra completar a alegria da galera, as flechas amarelas simplesmente desapareceram...
    G: Mona, tu viu alguma flecha amarela?
    M: a ultima que eu vi foi antes daquela curva
    G: e se estamos no caminho errado...???
    M: nem brinca com isso que eu fico aqui mesmo....
    G: eu te juro que eu ligo prum tx vim me busca aqui e amanha pego um onibus ate o Monte do Gozo e continuo caminhando
    M:bah, tirei meu tenis, que maravilha...
    G: tu ve algum peregrino?

    ....

    Nossas conversas estavam sem nexo, cada uma falava o que queria, nao tinhamos forcas para pensar, para concluir, para responder uma pra outra....

    G e M: uma flecha, uma flecha... estamos certaaaassssss!!!!!!


    ( a melhor flecha do mundo)


    mais e mais km....

    M: tu lembra quando tu olhou no mapa, quantos km tinham da tvg ate o Monte?
    G: se eu vi eu nao quero nem lembrar... tem certeza que essa eh a tvg?
    M: espero que nao... mas pelo que eu lembro eram 5km...
    G: mas 5km era a uma hora atras...
    (e ao nosso lado, a TVG)

    Nao sabiamos mais quantos km, quanto tempo faltava, o que tinhamos que caminhar... so queriamos alguma indicacao. De repente uma placa indicando o Albergue do Monte do Gozo (creio que neste momento descobrimos o pq do nome do monte...)apareceu. Como nada foi facil nesta caminhada, ainda faltava uma super reta, que terminava num morro super inclinado, que surgiu num pueblo com mininus com motos irritantes, ate que depois de uma descidinha (basica) chegamos no albuergue, as 9hrs da noite!
    Fomos recebidas, depois de pedir informacao e andar pro lado errado (o albergue tem 32 pavilhoes), nossos amiguinhos estavam nos esperando... tomamos um banho QUENTE E DEMORADO depois de 4 dias e fomos jantar. Caimos duras na cama de colchao duro e com coberta. E sem sinfonia!! (varias conclusoes do porque do nome do Monte).

    Ultimo Dia



    Sem hora pra levantar, sem pressa de chegar... saimos com calma, caminhando devagar, tentando avistar a ponta da Catedral de Santiago (a qual foi vista dentro da cidade, de um lugar que sempre viamos...). Perto do meio dia chegamos na Igreja, assistimos a Missa de Chegada do Pelegrino.
    E uma emocao indescritivel chegar, apesar de serem apenas 5 dias, mas estar ali, vendo pessoas que caminharam sempre contigo, pessoa que fizeram mais ou menos km, pessoas que ainda iriam continuar ate Finisterra.. valeu totalmente a pena e com certeza fariamos tudo outra vez...

    Agradecimentos:

    Jose Luiz, Antonio Manoel, Ildefonso Mora pela companhia, pela alegria e pela maravilhosa e magica amizade que formamos.
    Rafa Oselame que nos deu uma forca e ficou nos esperando. Nossa alegria de chegada.
    Jean Pierre e Odorico Bettoni por experiencia da lanterna, saco de durmir e outras (boa pancinha.. boa barba). Custava avisar!!!
    E, claro, Santiago de Compostela, por ter escolhido os caminhos mais dificeis da Galicia!



    by mona e gica (escrito em Roma)

    08:20

    mona carvalho

    icq: 78152309 msn: mona.monixa@hotmail.com

    " antes sem modos do que seguir a moda"

    E-mail: monixa@gmail.com / mcarvalho@caxias.rs.gov.br




    Mona Carvalho

    Criar seu atalho


    ... this is the end... ... my only friend... the end.

    This page is powered by Blogger.